Arquivo mensal: julho 2013

Só pra gente não esquecer Nelson Mandela

Padrão
English: Nelson Mandela in Johannesburg, Gaute...

Nelson Mandela em Johannesburg, 1998

O que não falta pela rede, são textos de auto ajuda e motivação. Não queria parecer clichê mas tenho pensado muito ultimamente sobre o quão importante é não desistirmos de nossos objetivos, sonhos, goals ou seja lá o nome que você gostaria de dar. Então hoje li uma reportagem sobre aquele que é meu último herói vivo: NELSON MANDELA.

E que bom é escrever este texto não para enfatizar vitórias póstumas, mas como demonstração de extrema admiração a esse homem que inspira todos nós. Uma das coisas que mais me surpreende em Mandela é sua doçura e humanidade, depois de tudo o que sofreu e viveu; provavelmente depois do regime ditador, da prisão, da tortura, da morte de amigos e todas as outras humilhações meu sorriso não seria nem tão fácil, nem tão largo.

Parafraseando seu poema favorito, meu herói, EU agradeço ao Deus que creio e aos deuses que você acredita por SUA alma indomável, e me curvo hoje e sempre diante de sua coragem, persistência, alegria e força que o fez INVICTUS.

E a vocês, maravilhosos, que seus erros produzam crescimento, e que vocês errem rápido e mais rápido ainda possam ir para o próximo desafio, e que cada desafio produza oportunidades. Que seus medos produzam coragem e que vocês não deixem ninguém decidir por vocês.

Invictus (William Ernest Henley – poema que N. Mandela lia todos os dias na prisão) Dentro da noite que me rodeia Negra como um poço de lado a lado Agradeço aos deuses que existem por minha alma indomável Sob as garras cruéis das circunstâncias eu não tremo e nem me desespero Sob os duros golpes do acaso Minha cabeça sangra, mas continua erguida Mais além deste lugar de lágrimas e ira, Jazem os horrores da sombra. Mas a ameaça dos anos, Me encontra e me encontrará, sem medo. Não importa quão estreito o portão Quão repleta de castigo a sentença, Eu sou o senhor de meu destino Eu sou o capitão de minha alma.

Anúncios