O LIVRO DO SILÊNCIO – EU LI…

Vídeo

“Um babalaô me contou: Antigamente os orixás eram homens. Homens que se tornaram orixás por causa de seus poderes. Homens que se tornaram orixás por conta de sua sabedoria.”

Primeiro post do ano!!! Morrendo de saudade povo… e eu estou aqui ainda extasiada com o desfecho (que na verdade não é um desfecho) do primeiro livro da trilogia DEUSES DE DOIS MUNDOS – O Livro do Silêncio. Um acalanto e tanto ao meu pobre coração preto orgulhoso de sua descendência africana, e a questão eminente: Porque os deuses das mitologias grega, egípcia e até celta são tão presentes em Hollywood, em livros escolares e em nosso cotidiano e os deuses da mitologia africana são “coisas do capeta”. Estranho, né??? Racismo, repressão, herança da sociedade escravocrata em que nossos antepassados viveram.
PJ Pereira (o autor) desfila por um mundo ancestral onde orixás conviviam com os demais seres humanos e inseri, sem medo algum, divindades africanas interferindo e participando ativamente da vida de New (jornalista, jovem, bonito, comilão e conquistador) em pleno São Paulo em tempos super atuais. Os capítulos intercalam as aventuras dos dois mundos, deixando a gente mais curioso a cada capítulo. Remete a muitas outras obras, que li e reli muitas vezes (Matrix, Harry Potter, Percy Jackson, Mitologia dos Orixás, 300, O senhor dos Anéis, etc). Como é bom “ver” em ação Exú, Oxum, Ogum, Oxóssi, Logun Edé, Iansã, Xangô, com seus poderes, seu charme, sua sabedoria… Tô falando demais já né?! Dá vontade de contar tuuudo!!!
Mas só pra deixar mais gostinho ainda… assistam o Trailer book (achei incrível)…
Leiam, Presenteiem, recomendem.
Tô aguardando o “Livro da Traição” ansiosamente…

Beijos e Axé.

Onde? Saraiva, Livraria Cultura, e todas as boas livrarias

Com quem?  Comente com quem quiser – acima de 16 anos, acho mais adequado.

Quanto? No máximo R$50 (achei por R$39,00)

Anúncios

»

  1. Acho que o fator de não existirem tantas obras literárias sobre a mitologia dos Orixás não se encaminha apenas do preconceito, mas se formos parar para pensar, as mitologias que você citou estão atualmente mortas, os Orixás não, assim sendo é mais fácil elaborarmos Bast e Hermes como ficção do que Exu e Omulu.

    Abraços!

    • Olá querido!!! Pode ser que o fato da mitologia Yorubá não ser tão explorada em obras literárias não se deva apenas ao preconceito, mas acredito que em grande parte é sim um fator determinante – afinal são muitos anos de inferiorização histórica de toda cultura africana (nas escolas a história do negro começa na escravidão). As mitologias Egípcia e Grega (dos deuses que você citou), realmente estão mortas ENQUANTO RELIGIÃO (aliás se não me engano os deuses egípcios ainda são cultuados, por favor me corrija), diferente da mitologia dos Orixás (viva e latente), o que na minha opinião é um elemento facilitador nas mãos de qualquer escritor ou roteirista que queira escrever sobre o tema. O que acha???
      Obrigada pelo comentário. Sempre bom ler o olhar de pessoas inteligentes ao que escrevemos.
      Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s