“… O amor é imprevisível como você e eu, e o céu.”

Padrão

Imagem

São Paulo.

Meu verdadeiro amor bandido!!! Tem algum outro nome essa coisa de encantamento, essa chama por algo, ou por alguém quando sabemos que este não presta?!

Ah… Sampa…

Cidade perigosa. Me lembra um homem desses que fala grosso, anda insinuante. Transpira cinismo, ambição e desdém. 

Sedutor barato de encantos mil.

Absolutamente cego com o que acontece fora do seu umbigo. Fissurado por glória e por exclusividade. Cheio de tesão, de veneno e maus hábitos, por vezes, largado às traças e apegado a soluções fáceis.

“Foda-se” é seu jeito de amar o próximo.

Quando chove, fica um demônio, quando faz sol bota a melhor roupa pra ir logo ali no mercado, na feirinha, num show, num restaurante, num shopping, num parque. E quando garoa… sempre garoa… Aí ele é mais ele que nunca!!!

Cruza o universo feito Avenida Paulista, cheio de si. Enfatiza quem realmente somos: mais generosos os que já são generosos, mais egoístas os que já são egoístas. Gostoso e intragável esse cara.

Cidade dos arrepios, pele com pele é imbatível (e quantas peles, quantos olhares). Cruel demais.

Mas quando você chega de longe, com saudade que não acaba mais e vê o sol teimando em brilhar em meio aos arranha-céus em pleno inverno, confesse que abre um sorriso cheio de libido…

Levante a mão quem não se lambuza nos sons, nas artes, na gastronomia, nas compras, na cultura. Levante a mão quem não se deixa levar pra cama, cheia de paixão por esse cretino.

São Paulo, seu cretino!…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s